Partido Republicano cancela discurso de mulher após ela replicar postagem com teor antissemita, diz imprensa

Mãe de jovem morto em acidente de carro conduzido por imigrante ilegal pediu desculpas pela mensagem e disse que não tinha prestado atenção no teor. Donald Trump em foto ao lado de Mary Ann Mendoza, ativista contra imigração ilegal Reprodução/Twitter O Partido Republicano cancelou a participação de Mary Ann Mendoza, uma das apoiadoras que discursaria a favor do governo do presidente Donald Trump nesta terça-feira (25), na convenção nacional da sigla, informaram diversos veículos de imprensa dos Estados Unidos. Horas antes de discursar, Mendoza replicou uma sequência de postagens no Twitter com teoria da conspiração sobre um suposto plano de dominação mundial por judeus. Com a repercussão, ela usou a mesma rede social para pedir desculpas. Fachada da Casa Branca preparada para discurso de Donald Trump previsto para 27 de agosto, em foto de sexta-feira (21) Patrick Semansky/Arquivo/Reuters "Eu repliquei um fio [sequência de postagens] muito longo mais cedo sem ler todos os posts contidos nele. Minhas desculpas por não prestar atenção no conteúdo de toda a mensagem", escreveu Mendoza. "Ela não reflete meus pensamentos ou sentimentos pessoais, de forma alguma", completou. Discurso contra imigração ilegal Mendoza é mãe de um policial morto em 2014 por um motorista bêbado que era imigrante ilegal. Ela se converteu então em uma das maiores defensoras de políticas mais duras para a fronteira entre Estados Unidos e México. No discurso previsto para esta noite, Mendoza defenderia a política de Trump para interromper a imigração ilegal aos Estados Unidos. A primeira-dama Melania Trump deve discursar nesta terça. Saiba mais no VÍDEO abaixo. Nos EUA, convenção republicana vai ter discurso da primeira-dama, Melania Trump Initial plugin text

Partido Republicano cancela discurso de mulher após ela replicar postagem com teor antissemita, diz imprensa
Mãe de jovem morto em acidente de carro conduzido por imigrante ilegal pediu desculpas pela mensagem e disse que não tinha prestado atenção no teor. Donald Trump em foto ao lado de Mary Ann Mendoza, ativista contra imigração ilegal Reprodução/Twitter O Partido Republicano cancelou a participação de Mary Ann Mendoza, uma das apoiadoras que discursaria a favor do governo do presidente Donald Trump nesta terça-feira (25), na convenção nacional da sigla, informaram diversos veículos de imprensa dos Estados Unidos. Horas antes de discursar, Mendoza replicou uma sequência de postagens no Twitter com teoria da conspiração sobre um suposto plano de dominação mundial por judeus. Com a repercussão, ela usou a mesma rede social para pedir desculpas. Fachada da Casa Branca preparada para discurso de Donald Trump previsto para 27 de agosto, em foto de sexta-feira (21) Patrick Semansky/Arquivo/Reuters "Eu repliquei um fio [sequência de postagens] muito longo mais cedo sem ler todos os posts contidos nele. Minhas desculpas por não prestar atenção no conteúdo de toda a mensagem", escreveu Mendoza. "Ela não reflete meus pensamentos ou sentimentos pessoais, de forma alguma", completou. Discurso contra imigração ilegal Mendoza é mãe de um policial morto em 2014 por um motorista bêbado que era imigrante ilegal. Ela se converteu então em uma das maiores defensoras de políticas mais duras para a fronteira entre Estados Unidos e México. No discurso previsto para esta noite, Mendoza defenderia a política de Trump para interromper a imigração ilegal aos Estados Unidos. A primeira-dama Melania Trump deve discursar nesta terça. Saiba mais no VÍDEO abaixo. Nos EUA, convenção republicana vai ter discurso da primeira-dama, Melania Trump Initial plugin text