Trump diz acreditar que eleições de 2020 vão acabar na Suprema Corte

Trump projetou suas dúvidas sobre a integridade do processo eleitoral, dizendo sem apresentar evidências, que o uso da votação por correspondência durante a pandemia do coronavírus levaria a fraudes. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fala a jornalistas na Casa Branca, na quarta-feira (23) Mandel Ngan/AFP O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quarta-feira (23) que acha que as eleições presidenciais de 2020 irão terminar na Suprema Corte norte-americana, acrescentando que por isso seria importante que houvesse nove ministros no tribunal. Trump, que falou em um evento na Casa Branca, disse que o senador republicano Lindsey Graham que presidente o Comitê Judiciário do Senado, sequer precisaria realizar uma audiência para o nomeado à Suprema Corte e que o processo correria rapidamente.  "Eu acredito que isso vá acabar na Suprema Corte, e eu acredito que é muito importante termos nove juízes", disse Trump ao ser perguntado se um quadro completo de ministros era necessário para lidar com quaisquer disputas nas eleições marcadas para o dia 3 de novembro entre ele e o democrata Joe Biden.  Trump projetou suas dúvidas sobre a integridade do processo eleitoral, dizendo sem apresentar evidências, que o uso da votação por correspondência durante a pandemia do coronavírus levaria a fraudes.  "Esse golpe que os democratas estão tentando fazer, é um golpe, um golpe que irá para a Suprema Corte dos Estados Unidos, e eu acredito que uma situação em que os votos estejam empatados em 4 x 4 não é uma boa situação", disse.  Apenas uma eleição presidencial norte-americana, a disputa entre o republicano George W. Bush e o democrata Al Gore, em 2000, teve seu resultado determinado pela Suprema Corte. Trump age com rapidez para indicar um sucessor para a juíza liberal Ruth Bader Ginsburg, que morreu na última sexta-feira, e seus colegas republicanos no Senado dizem que poderiam promover uma votação antes das eleições. Isso selaria uma maioria conservadora de 6 a 3 no tribunal mais poderoso do país. Initial plugin text

Trump diz acreditar que eleições de 2020 vão acabar na Suprema Corte
Trump projetou suas dúvidas sobre a integridade do processo eleitoral, dizendo sem apresentar evidências, que o uso da votação por correspondência durante a pandemia do coronavírus levaria a fraudes. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fala a jornalistas na Casa Branca, na quarta-feira (23) Mandel Ngan/AFP O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quarta-feira (23) que acha que as eleições presidenciais de 2020 irão terminar na Suprema Corte norte-americana, acrescentando que por isso seria importante que houvesse nove ministros no tribunal. Trump, que falou em um evento na Casa Branca, disse que o senador republicano Lindsey Graham que presidente o Comitê Judiciário do Senado, sequer precisaria realizar uma audiência para o nomeado à Suprema Corte e que o processo correria rapidamente.  "Eu acredito que isso vá acabar na Suprema Corte, e eu acredito que é muito importante termos nove juízes", disse Trump ao ser perguntado se um quadro completo de ministros era necessário para lidar com quaisquer disputas nas eleições marcadas para o dia 3 de novembro entre ele e o democrata Joe Biden.  Trump projetou suas dúvidas sobre a integridade do processo eleitoral, dizendo sem apresentar evidências, que o uso da votação por correspondência durante a pandemia do coronavírus levaria a fraudes.  "Esse golpe que os democratas estão tentando fazer, é um golpe, um golpe que irá para a Suprema Corte dos Estados Unidos, e eu acredito que uma situação em que os votos estejam empatados em 4 x 4 não é uma boa situação", disse.  Apenas uma eleição presidencial norte-americana, a disputa entre o republicano George W. Bush e o democrata Al Gore, em 2000, teve seu resultado determinado pela Suprema Corte. Trump age com rapidez para indicar um sucessor para a juíza liberal Ruth Bader Ginsburg, que morreu na última sexta-feira, e seus colegas republicanos no Senado dizem que poderiam promover uma votação antes das eleições. Isso selaria uma maioria conservadora de 6 a 3 no tribunal mais poderoso do país. Initial plugin text