Você viu? Devastação do Pantanal, queda de braço no INSS, os 70 anos da TV brasileira e mais notícias da semana

Leia seleção de reportagens publicadas no G1 com as notícias de 14 a 18 de setembro. Pantanal em chamas: o número de queimadas é o maior da história para o mês de setembro. As agências do INSS reabrem pelo país, mas médicos peritos resolveram não voltar ao trabalho. Os resultados foram longas filas, reclamações e muita frustração. O Renda Brasil recebe 'cartão vermelho' de Bolsonaro, mas discussão continua. Monitor da Violência mostra que o número de mulher assassinadas no Brasil subiu neste ano. Cientistas identificam possível presença de vida em Vênus. E os 70 anos da televisão. Veja abaixo mais notícias que marcaram a semana. Pantanal queimando Jacaré queimado no Pantanal Força Tarefa Pantanal/Divulgação O Pantanal registrou o maior número de queimadas da história para um mês de setembro, segundo o Inpe. Foram 5.603 focos de incêndio em apenas 16 dias, contra 5.498 detectados no mês inteiro de setembro em 2007, que era o recorde anterior. Apesar dos dados, o presidente Jair Bolsonaro chegou a dizer durante a semana que o Brasil ‘está de parabéns’ pela forma como preserva o meio ambiente. E em meio à fumaça das queimadas do Pantanal, o avião de Bolsonaro - que visitou Mato Grosso - precisou arremeter por falta de visibilidade. O presidente minimizou o impacto das chamas. Ele disse que há ‘alguns focos de incêndio pelo Brasil’ e que ‘isso acontece ao longo dos anos’. E o maior felino das Américas luta para sobreviver. O Parque Estadual Encontro das Águas, em Mato Grosso, abriga a maior concentração de onças-pintadas em todo o mundo e está ameaçado pelo fogo. O animal virou um passageiro 'comum' em helicópteros na região, que resgatam os bichos feridos. FOTOS: Rodovia Transpantareira antes e depois dos incêndios no Pantanal Fotos mostram antes e depois da Rodovia Transpantaneira ser atingida pelos incêndios no Pantanal de MT Drone Cuiabá/Divulgação E as consequências: SP tem céu alaranjado e nublado por causa dos incêndios no Pantanal Pôr do sol visto do Alto da Lapa, na zona oeste de São Paulo, na tarde desta sexta-feira (18). Uma nuvem de fumaça provocada pelas queimadas no Pantanal avança sobre o estado de São Paulo. ANDRE LUCAS/ESTADÃO CONTEÚDO 'Chuva escura' cai em Santa Catarina e pode ocorrer em SP Chuva contaminada foi registrada em SC, segundo a Defesa Civil NSC TV/Reprodução Impasse no INSS As agências do INSS foram reabertas na segunda-feira depois de meses fechadas por causa da pandemia. Mas os médicos peritos se recusaram a voltar ao trabalho alegando que não havia segurança. Os resultados foram longas filas, reclamações e muita frustração. Segundo dados do INSS, o Brasil tem 1.568.050 processos na fila aguardando pelo atendimento. Pelo menos metade desses processos (50,4%) precisa, necessariamente, de um atendimento presencial. São 790.390 os processos que aguardam perícia médica. Nesta sexta, o governo federal convocou os peritos para retorno imediato ao trabalho, mas os médicos dizem que querem primeiro vistoriar as agências onde vão trabalhar. Renda Brasil: cartão vermelho? Recursos para novo programa social devem ser decididos neste sábado (19) Esta foi uma semana de idas e vindas para o Renda Brasil. Na terça-feira, Bolsonaro disse que não se falava mais em Renda Brasil até 2022 e ameaçou cartão vermelho. No dia seguinte, porém, o relator do Orçamento da União para 2021 afirmou que foi autorizado pelo próprio presidente a incluir despesas com um novo programa social em seu relatório. Técnicos do Ministério da Economia se reuniram nesta sexta-feira para definir a fonte de recursos para inclusão de um novo programa social. Andréia Sadi: Após recuo no Renda Brasil, Planalto articula no Senado projeto na área social O suposto 'cartão vermelho' de Bolsonaro veio após fala do secretário especial de Fazenda da pasta, Waldery Rodrigues. No domingo (13), Waldery disse ao G1 que a equipe econômica chegou a estudar o congelamento de benefícios como aposentadorias e pensões a fim de criar do Renda Brasil. Outra medida discutida foi a redução do seguro-desemprego. Por causa do desgaste, ainda durante a semana, a equipe de Guedes foi convocada para alinhar o discurso, evitando desencontros. Auxílio de R$ 300 O governo federal prorrogou o pagamento do Auxílio Emergencial por mais 4 meses, com parcelas de R$ 300. No entanto, beneficiários podem não receber todas as parcelas anunciadas. Parcelas de R$ 300 só serão pagas aos trabalhadores aprovados para receber o Auxílio Emergencial de R$ 600. Portanto, não há possibilidade de novas inscrições, que se encerraram em 2 de julho. E o governo vai reavaliar os beneficiários mensalmente. Quem conseguiu emprego formal, por exemplo, será excluído. Entenda todas as regras. Veja o calendário completo de pagamentos do Auxílio Emergencial A educação no Brasil O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica do Brasil (IDEB) mostrou que o nível de qualidade do ensino médio brasileiro continua abaixo do esperado pelo Ministério da Educação. Em 2019, só nos pr

Você viu? Devastação do Pantanal, queda de braço no INSS, os 70 anos da TV brasileira e mais notícias da semana
Leia seleção de reportagens publicadas no G1 com as notícias de 14 a 18 de setembro. Pantanal em chamas: o número de queimadas é o maior da história para o mês de setembro. As agências do INSS reabrem pelo país, mas médicos peritos resolveram não voltar ao trabalho. Os resultados foram longas filas, reclamações e muita frustração. O Renda Brasil recebe 'cartão vermelho' de Bolsonaro, mas discussão continua. Monitor da Violência mostra que o número de mulher assassinadas no Brasil subiu neste ano. Cientistas identificam possível presença de vida em Vênus. E os 70 anos da televisão. Veja abaixo mais notícias que marcaram a semana. Pantanal queimando Jacaré queimado no Pantanal Força Tarefa Pantanal/Divulgação O Pantanal registrou o maior número de queimadas da história para um mês de setembro, segundo o Inpe. Foram 5.603 focos de incêndio em apenas 16 dias, contra 5.498 detectados no mês inteiro de setembro em 2007, que era o recorde anterior. Apesar dos dados, o presidente Jair Bolsonaro chegou a dizer durante a semana que o Brasil ‘está de parabéns’ pela forma como preserva o meio ambiente. E em meio à fumaça das queimadas do Pantanal, o avião de Bolsonaro - que visitou Mato Grosso - precisou arremeter por falta de visibilidade. O presidente minimizou o impacto das chamas. Ele disse que há ‘alguns focos de incêndio pelo Brasil’ e que ‘isso acontece ao longo dos anos’. E o maior felino das Américas luta para sobreviver. O Parque Estadual Encontro das Águas, em Mato Grosso, abriga a maior concentração de onças-pintadas em todo o mundo e está ameaçado pelo fogo. O animal virou um passageiro 'comum' em helicópteros na região, que resgatam os bichos feridos. FOTOS: Rodovia Transpantareira antes e depois dos incêndios no Pantanal Fotos mostram antes e depois da Rodovia Transpantaneira ser atingida pelos incêndios no Pantanal de MT Drone Cuiabá/Divulgação E as consequências: SP tem céu alaranjado e nublado por causa dos incêndios no Pantanal Pôr do sol visto do Alto da Lapa, na zona oeste de São Paulo, na tarde desta sexta-feira (18). Uma nuvem de fumaça provocada pelas queimadas no Pantanal avança sobre o estado de São Paulo. ANDRE LUCAS/ESTADÃO CONTEÚDO 'Chuva escura' cai em Santa Catarina e pode ocorrer em SP Chuva contaminada foi registrada em SC, segundo a Defesa Civil NSC TV/Reprodução Impasse no INSS As agências do INSS foram reabertas na segunda-feira depois de meses fechadas por causa da pandemia. Mas os médicos peritos se recusaram a voltar ao trabalho alegando que não havia segurança. Os resultados foram longas filas, reclamações e muita frustração. Segundo dados do INSS, o Brasil tem 1.568.050 processos na fila aguardando pelo atendimento. Pelo menos metade desses processos (50,4%) precisa, necessariamente, de um atendimento presencial. São 790.390 os processos que aguardam perícia médica. Nesta sexta, o governo federal convocou os peritos para retorno imediato ao trabalho, mas os médicos dizem que querem primeiro vistoriar as agências onde vão trabalhar. Renda Brasil: cartão vermelho? Recursos para novo programa social devem ser decididos neste sábado (19) Esta foi uma semana de idas e vindas para o Renda Brasil. Na terça-feira, Bolsonaro disse que não se falava mais em Renda Brasil até 2022 e ameaçou cartão vermelho. No dia seguinte, porém, o relator do Orçamento da União para 2021 afirmou que foi autorizado pelo próprio presidente a incluir despesas com um novo programa social em seu relatório. Técnicos do Ministério da Economia se reuniram nesta sexta-feira para definir a fonte de recursos para inclusão de um novo programa social. Andréia Sadi: Após recuo no Renda Brasil, Planalto articula no Senado projeto na área social O suposto 'cartão vermelho' de Bolsonaro veio após fala do secretário especial de Fazenda da pasta, Waldery Rodrigues. No domingo (13), Waldery disse ao G1 que a equipe econômica chegou a estudar o congelamento de benefícios como aposentadorias e pensões a fim de criar do Renda Brasil. Outra medida discutida foi a redução do seguro-desemprego. Por causa do desgaste, ainda durante a semana, a equipe de Guedes foi convocada para alinhar o discurso, evitando desencontros. Auxílio de R$ 300 O governo federal prorrogou o pagamento do Auxílio Emergencial por mais 4 meses, com parcelas de R$ 300. No entanto, beneficiários podem não receber todas as parcelas anunciadas. Parcelas de R$ 300 só serão pagas aos trabalhadores aprovados para receber o Auxílio Emergencial de R$ 600. Portanto, não há possibilidade de novas inscrições, que se encerraram em 2 de julho. E o governo vai reavaliar os beneficiários mensalmente. Quem conseguiu emprego formal, por exemplo, será excluído. Entenda todas as regras. Veja o calendário completo de pagamentos do Auxílio Emergencial A educação no Brasil O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica do Brasil (IDEB) mostrou que o nível de qualidade do ensino médio brasileiro continua abaixo do esperado pelo Ministério da Educação. Em 2019, só nos primeiros anos de aprendizagem (até o 5º ano), o país bateu a meta do MEC. O índice leva em conta a aprovação de alunos e o desempenho nas provas de português e matemática. Os números indicam que a aprendizagem dos estudantes ainda tem menor desempenho conforme o aluno avança no sistema de ensino. Estados com melhor resultado têm ensino integral e políticas articuladas e desenvolvimento emocional. Volta às aulas Alunos, pais e professores em cidades do Brasil relatam como tem sido os 6 meses sem aula O governo de São Paulo decidiu manter a previsão de volta às aulas presenciais para o dia 7 de outubro para toda a rede de ensino, da educação infantil ao ensino superior nas redes públicas e privadas. A decisão, porém, depende dos prefeitos, que devem liberar ou não o retorno das atividades. Veja mais detalhes sobre como será a volta na rede estadual. Na capital paulista, a prefeitura autorizou a retomada das aulas para alunos do ensino superior a partir do dia 7 de outubro. A decisão vale para o ensino público e privado na cidade. Nos ensinos infantil, fundamental e médio, a reabertura foi liberada apenas para atividades extracurriculares na mesma data. Veja o cronograma completo. Líderes da OMS, da Unesco e do Unicef alertaram para os prejuízos no fechamento prolongado de escolas durante a pandemia. A organização ressaltou que, com as escolas fechadas, a educação dos alunos precisa ser garantida por aprendizado remoto. Monitor da Violência Em meio à pandemia, o Brasil registrou uma alta de 2% no número de mulheres assassinadas no primeiro semestre deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado. Os casos de feminicídio também subiram. É o que aponta levantamento do Monitor da Violência. Em contrapartida, os registros de outros crimes relacionados à violência contra a mulher, como agressões e estupros, caíram no país. Para especialistas, porém, há subnotificação causada pela pandemia. Os dados mostram ainda que as mulheres negras são as principais vítimas de homicídios. Já as brancas compõem quase metade dos casos de lesão corporal e estupro Mulheres negras no Brasil Arte G1 ANÁLISE DO FBSP: As vidas das mulheres negras importam ANÁLISE DO NEV: Os efeitos colaterais da pandemia sobre a vida das mulheres 70 anos da televisão ???????? Televisão completa 70 anos no Brasil em 18 de setembro Arte/G1 "Boa noite. Está no ar a televisão do Brasil!" Foi assim que se anunciava, há 70 anos, a primeira transmissão brasileira, pela TV Tupi. A data era 18 de setembro de 1950. Tudo começou com a imagem em preto e branco, e trouxe entretenimento, novelas, música e jornalismo. Uma infinidade de histórias que seguem evoluindo. 70 fotos dos 70 anos da TV no Brasil O G1 preparou uma lista para relembrar as inovações da TV ao longo dessas sete décadas. Navegue pelas 7 décadas da TV e reveja grandes momentos Globo Repórter vai contar trajetória da telinha em 2 programas 'Aqui morreu Odete': estúdio onde cena foi gravada virou redação do JN Medo da 2ª onda do coronavírus Mulheres usam máscaras protetoras após um mergulho em uma praia do Mediterrâneo em Nice, no sul da França, neste sábado (16) Valery Hache / AFP Países da União Europeia voltaram a decretar medidas de distanciamento social e restrições de deslocamento para conter um novo avanço da pandemia de Covid-19 na região. Segundo a OMS, 300 mil novas infecções foram registradas em toda a Europa somente na semana passada e os casos semanais excederam os relatados durante o primeiro pico em março. A França, por exemplo, registrou na sexta-feira o maior número de casos novos diários desde o início da pandemia: mais de 13 mil. As cidades de Nice, Marselha e Bordeaux agora proíbem reuniões com mais de dez pessoas e limitaram o horário de bares e restaurantes. Madri, na Espanha, fechou os parques e limitou as reuniões a seis. Israel também endureceu as medidas contra o coronavírus. Nesta sexta-feira, o país deu início ao seu segundo lockdown nacional. O confinamento de três semanas coincide com os feriados religiosos mais importantes para os judeus: o Rosh Hashanah (Ano Novo) e o Yom Kipur (Dia do Perdão). Israel impõe novo lockdown por aumento de casos de Covid-19 Eleições 2020 As 26 capitais do país têm, ao todo, 311 candidatos às prefeituras aprovados em convenções para a disputa das eleições deste ano. O número total de registrados, que ainda deve sofrer alterações com o registro final na Justiça Eleitoral, deve ser o maior em pelo menos 20 anos. Para especialistas, o fim das coligações para vereadores e o maior rigor da cláusula de barreira para as eleições de 2022 estão por trás do aumento. Veja quem são os candidatos a prefeito nas eleições 2020 nas capitais Rivais nacionais, PT e PSL são aliados em cidades do interior do país Vida extraterrestre? ???????? Imagem do planeta Vênus é uma combinação de dados da espaçonave Magellan da Nasa e da Pioneer Venus Orbiter NASA / JPL-Caltech E 2020 não cansa de nos surpreender: nesta semana, cientistas celebraram o que pode ser o mais forte indício de vida extraterreste. Um artigo publicado na revista ‘Nature’ aponta a descoberta do gás fosfina na atmosfera de Vênus. A revelação da substância, que existe também na Terra, sugere que o planeta pode hospedar vida microbiana. "Isso pode apontar para a presença de vida nas nuvens do planeta", informou a líder do estudo, Jane Greaves, professora da Universidade de Cardiff, no Reino Unido. Cemitério de carros Carros aparecem em lago de pedreira em Salto de Pirapora Germano Schonfelder/Arquivo Pessoal Ao menos 15 veículos foram achados em uma antiga pedreira em Salto de Pirapora (SP). A descoberta aconteceu após o nível da água diminuir por conta da estiagem e da captação para abastecimento de três cidades. A Polícia Civil apura se os carros foram desovados no local para dar golpe em seguradoras. De acordo com as autoridades, a investigação vai começar quando os carros passarem por perícia. FOTOS: veja imagens dos carros que aparecem em lago Carros aparecem em lago de antiga pedreira de Salto de Pirapora Germano Schonfelder/Arquivo Pessoal Nova cúpula de facção criminosa O Ministério Público de São Paulo identificou 21 suspeitos de fazer parte da nova cúpula da facção criminosa Primeiro Comandando da Capital (PCC), que age dentro e fora dos presídios. O novo organograma da cúpula do PCC em São Paulo, apresentado pelo Ministério Público de SP nesta segunda-feira (14). Reprodução Entre os identificados está o novo chefe da facção, Marcos Roberto de Almeida, o Tuta, que foi alvo da Operação Sharks e segue foragido. Segundo o MP, Tuta é sucessor de Marcola na chefia da facção paulista e tem um cargo em consulado de Moçambique em Belo Horizonte. Traficante do 'cortejo de fuzis' Em baile do tráfico, chefe da Rocinha desfila com dezenas de fuzis Foragido da Justiça, John Wallace da Silva Viana, conhecido como Johny Bravo e apontado como o chefe do tráfico da Rocinha, foi flagrado em um vídeo feito em um baile funk na comunidade. No vídeo (veja acima), é possível ver o traficante desfilando fortemente armado. Em apenas 30 segundos de vídeo, dá para contar 20 fuzis. O transporte alternativo na Rocinha e no Vidigal se transformou em uma das maiores fontes de renda dos criminosos chefiados pelo traficante. A TV Globo apurou que Johny chega a faturar quase R$ 800 mil por mês com a exploração de motoristas de aplicativos, vans, Kombis e mototaxistas. Festa em barcos de luxo Festa, barcos de luxo e muito desrespeito ao distanciamento e ao uso de máscara. Imagens de drones obtidas pelo G1 mostram centenas de pessoas em um evento realizada no mar, em dezenas de embarcações, em Guarujá, no litoral paulista. Em outro vídeo, um dos participantes da festa foi flagrado jogando notas de R$ 50 na água durante o evento. As imagens mostram o homem com um maço de dinheiro durante a celebração. Assista abaixo: Participante de festa em barcos de luxo ostenta e joga dinheiro no mar em SP Perdeu algum episódio de O Assunto? A corrida por meteoritos no sertão nordestino No semiárido pernambucano, Santa Filomena, cidade de 14 mil habitantes, foi atingida por uma chuva de meteoritos. O fenômeno atraiu pesquisadores e até caçadores de diversas partes do mundo - as pedras valem até R$ 40 por grama. Planeta em chamas Descoberta em Vênus As idas e vindas do Renda Brasil A crise no Peru Está por dentro dessas e de outras notícias da semana? Descubra no nosso QUIZ da semana. Faça o teste!